• Lénia Fernandes

Devemos treinar mesmo tendo dores musculares?

As dores musculares que sentimos nos dias seguintes a treinar, devem-se a danos nas fibras musculares e geralmente são piores quando começamos um plano de treino novo ou fazemos exercícios que não estamos habituados e conforme nos vamos habituando ao treino, as dores vão diminuindo ao longo do tempo. Mas não se preocupem, estes danos musculares são pequenas ruturas e são um dos mecanismos da hipertrofia. Por norma, as dores surgem 8 horas após os treinos, alcançam um pico 24 a 48 horas depois e duram entre 3 a 5 dias.

As dores musculares não significam que sejam sinónimo de um bom treino! Pelo contrário, se as dores forem exageradas, podem afetar nos treinos seguintes. Mas podemos treinar com dores? Então assim, existem 3 cenários possíveis:

  1. Se as dores forem mesmo insuportáveis, é preferível descansar mais um dia até recuperar a 100%.

  2. Existem algumas dores musculares, mas não são insuportáveis, então, à partida dá para treinar, e se durante o aquecimento as dores aliviarem podemos continuar.

  3. Se mesmo depois de aquecer, ainda se sente algumas dores e redução da mobilidade, podemos aliviar um bocadinho o treino e baixar a intensidade e talvez fazer um trabalho mais técnico.

Existem algumas estratégias que se pode utilizar para treinar mesmo com dores:

  1. Se estás constantemente a sentir dores mais intensas, deves pedir a um profissional para te ajudar a rever o treino, que poderás estar a fazer algo acima das tuas capacidades.

  2. Não deves treinar sempre até à falha ou sempre até faleceres no treino, não há necessidade disso! Mas deves começar um treino ajustado a ti e às tuas capacidades e ires progredindo com novos movimentos e teres mais margem para adaptações.

  3. Trabalhar músculos diferentes ao longo da semana, permite ao teu corpo recuperar melhor e mais tempo. Por exemplo, se treinares 4 vezes por semana poderás fazer Tronco/Perna/Descanso/ Tronco/Perna e mais 2 dias de descanso.

  4. Não estar constantemente a implementar novos exercícios todos os dias, pois vai levar a uma maior probabilidade de haver dores musculares e não vai permitir progresso na técnica.

  5. Descanso! Estruturar o novo plano para existir mais dias de descanso para uma melhor recuperação.

Concluindo, as dores musculares não são o melhor indicador para saber se o treino foi bom ou mau. Muitas dores poderão ser significado de um treino acima das capacidades da pessoa e pode impedir de haver progresso. Não te esqueças que demasiados riscos poderá levar-te a lesões desnecessárias, por isso se tens um treino que não está adequado a ti e continuas sempre com dores, fala com um profissional qualificado para ele te ajudar a rever o teu plano!


Bons treinos!


Lénia Fernandes Personal Trainer & Online Coach

9 visualizações
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle

© 2020 ASOFIAGOMES.COM

 Design And Development By Dreamaker Company

Aqui no A Sofia Gomes podes encontrar dicas de beleza, lifestyle, tarot, fitness e muito muito mais. 
infoasofiagomes@gmail.com